Vera Marmelo

Cruzei-me com a Vera Marmelo há muitos anos, numa produção fotográfica (e há registo disso no seu site!). Desde então tenho seguido o seu trabalho, ou o seu passatempo, ou um pouco de ambos.

A Vera formou-se em engenharia civil e, enquanto tirava o curso, tinha por hábito ter com ela uma pequena máquina digital. Sendo do Barreiro, que para quem não sabe é uma terra com um núcleo cultural muito forte e especialmente direccionado à música, casualmente começou a fazer registos fotográficos de muitas noites de concertos. Um amigo convenceu-a a integrar o Núcleo de Fotografia de Técnico, onde estudavam. Entretanto, um outro amigo pediu-lhe ajuda a divulgar a sua net label, tirando fotografias aos músicos que lá iam. Por mais um ou outro acaso, músicos na altura desconhecidos do público passam por lá, e Vera fotografa-os no início da sua carreira. Samuel Úria. Márcia. B Fachada. Hoje em dia, são nomes conhecidos de todos nós, e a Vera tem imagens dos seus primeiros tempos. Porque esteve lá no início. Um outro amigo convida-a a fotografar o OUT.FEST e o Barreiro Rocks. Amigo apresenta outro amigo, e aos poucos as fotos começam a aparecer nos jornais, Henrique Amaro pede-lhe para fazer as fotos do disco de Linda Martini, os Orelha Negra pedem-lhe para fotografar os seus concertos…

201411 LINDA MARTINI na ZDB cred_VeraMarmelo
Linda Martini na ZDB, Novembro de 2014
Bfachada em Sintra, retratos
Bfachada em Sintra, Março de 2009
201603 TIAGO SOUSA na ZDB cred-VeraMarmelo
Tiago Sousa na ZDB, Março de 2016

Tudo isto parece casualidade. E segundo a própria Vera, foi mesmo. Uma máquina fotográfica compacta e alguns amigos músicos, foi o que bastou. “Conheces pessoas e estás presente”, poderia ser o lema da Vera.

Escolhi a Vera para iniciar a categoria SPEAK UP porque a história dela merece ser contada. A Vera tem um talento nato para fotografia, e bastam alguns minutos no site dela, v-miopia, para se ficar de queixo caído. Desde os retratos dos músicos, que parecem falar connosco, às fotos do palco e do público em concertos, a força destas fotografias é brutal. E o percurso da Vera distingue-se porque foi casual, foi feito de oportunidades que surgiram por acaso e da sua paixão pela música.

Fiz-lhe algumas perguntas, e deixo algumas fotografias do seu trabalho.

 

Momento alto da carreira, até agora?

Mais que fotografar os concertos, é o tu chegares à sala e fotografares a pessoa à tua frente. Por exemplo, há uns anos, fotografei o Thurston Moore, vocalista dos Sonic Youth. Ele gostou tanto da foto que comprou os direitos e, hoje em dia, usa-a muitas vezes como foto promocional.

2012 THURSTON MOORE na ZDB
Thurston Moore na ZDB, 2012

Outro momento alto foi o concerto de Orelha Negra no Sudoeste 2013. É uma daquelas bandas que acompanhei desde a sua génese, e este concerto em particular foi fantástico porque eles tiveram uma orquestra inteira em palco e muitos músicos convidados. Eu fotografei tudo, desde a preparação em estúdio até à reacção do público ao vivo. Foi muito gratificante, é um daqueles casos em que sinto que faço parte do que estou a documentar, e fico feliz por ver o sucesso das pessoas que acompanho há tanto tempo. É giro olhar para trás e ver as várias etapas.

20130811D1 427 copy
Orelha Negra ao vivo no Sudoeste, Agosto de 2013

Que concertos ou músicos gostarias de fotografar no futuro?

Não há nenhum que eu diga “ó meu Deus, quem me dera conhecer esta pessoa!”. Mas imagina, para escolher alguém para retratar, alguém tipo o Nick Cave. Mas na verdade não me faz muita diferença quem é. Um amigo ou não, é sempre uma experiência.

Quais as tuas aspirações como fotógrafa?

As pessoas não acreditam quando digo que são nenhumas, mas é a verdade. São quase 10 anos a fotografar, eu sei, mas o amor a isto é provocado pela música e pela relação com as pessoas, mais do que propriamente pela fotografia. Não sou geek da fotografia, estou longe disso. Gosto de fotografar mas sei que se fosse essa a minha profissão, acabava por o estar a fazer por obrigação e se calhar fartava-me. Gosto que seja assim – tenho o meu “day-job” e a fotografia é algo à parte. Às vezes é cansativo porque passo o dia no trabalho e depois vou a correr para os concertos, mas o amor à cena mantém-se.

Não penso muito em termos de objectivos para o futuro, não pensei quando isto começou e continuo a não pensar. As coisas vão acontecendo.

201601 KID RICHARDS
Kid Richards em sua casa, Janeiro de 2016
201512 LEGENDARY TIGERMAN ZDB Vera Marmelo
Legendary TigerMan na ZDB, Dezembro de 2015
201511 ALEX D'ALVA TEIXEIRA no MUSICBOX
Alex D’Alva Teixeira no Musicbox, Novembro de 2015
201505 DEVENDRA BANHART ZDB cred_VeraMarmelo
Devendra Banhart na ZDB, Maio de 2015
201504 DEOLINDA cred_VeraMarmelo
Deolinda no Barreiro, Abril de 2015
2016 04 - THE PARKINSONS cred-VeraMarmelo
The Parkinsons no Liceu Camões, Abril de 2016
2015 VALETE
Valete em Benfica, 2015
201412 NOISERV São LUIZ
Noiserv no Teatro São Luiz, Dezembro de 2014
201502 PAUS no LUX cred_VeraMarmelo
Paus no LUX, Fevereiro de 2015
201508 REVERENCE FESTIVAL cred_VeraMarmelo
Reverence Festival Agosto de 2015
2013 RODRIGO AMARANTE dos LOS HERMANOS na ZDB
Rodrigo Amarante no terraço da ZDB, 2012
201509 ANGEL OLSEN na ZDB
Angel Olsen no terraço da ZDB, Setembro de 2015
201509 MAKOTO dos PAUS no HAUS cred_VeraMarmelo cor 2
Makoto dos Paus, no seu estúdio HAUS, Setembro de 2015